Textos

Uma Nova Nação
 
Antonio de Albuquerque
 

Se essa não tem Jeito, façamos uma nova nação para que todos  usufruam diretamente das suas imensas riquezas; água, petróleo, gás natural, minérios, terra fértil, e muito mais. Nasci ouvindo os mais velhos falar que a Amazônia é o futuro do Brasil, mas esse futuro não chegou para tomar posse do seu extenso território abandonado por quem deveria zelar para que o amanhã não se torne apenas lembrança que a Amazônia  fez parte do Brasil. Focarei minhas observações no Amazonas berço de empreendimentos e obras executados durante o regime militar da revolução de 1964, e entre tantas outras realizações podemos citar; estradas, aeroportos, portos, Zona Franca e polo industrial. Embora sejam obras de grande vulto, ainda não trouxeram  grandes benefícios à população, hoje, desastrosamente desassistida em suas necessidades; Saúde, Educação, saneamento básico, segurança e moradia. Certamente em decorrência de recursos desviados ou mal aplicados por alguns gestores necessitando possuir mais competência e honestidade, que transformaram a administração Pública em balcão de corrupção.

O Amazonas é a terra do já foi, época da borracha, turismo, indústrias, Zona Franca, polo industrial de Manaus, lugar aonde teve início à primeira Faculdade de Direito do Brasil, primeira capital a usar luz elétrica. Hoje, porém, paraíso de desonestos políticos administradores públicos que  se mantêm no poder fazendo falsas promessas de boa gestão. Estes administradores desonestos, mantêm e tangem um povo
  analfabeto, sobrevivendo tal qual ovelha de rebanho, seguindo de cabeça baixa alimentado por futebol, carnaval, cerveja, samba e falsas promessas. Até quando? 
Certamente quando os amazônidas despertarem para a educação, enxergando o valor do seu voto, e artigo primeiro da Constituição, a liberdade, conhecendo seus deveres e direitos, não se deixando dominar por  potência, estrangeira, também dirigida por criminosos com a doente complacência da ONU, onde são afiançadas artimanhas  contra o Brasil no sentido de vir administrar a Amazonia brasileira região riquíssima de grande valor  que a geração atual não teve o patriotismo para enxergar esse inestimável tesouro, entre tantos outros nessa rica região, tal um continente. E, o que se dirá a nova geração? Certamente afirmará que fomos uns inúteis, que não soubemos escolher dirigentes patriotas, competentes, amantes da Pátria. Precisamos ter muito cuidado, a Amazônia Ocidental está sujeita a se tornar um barril de pólvora, e para contê-lo precisamos de lideranças amantes da Pátria brasileira. Hoje, as autoridades parecem haver esquecido que essa é uma area de segurança nacional entregue a políticos desonestos vendedores da Pátria.

O Brasil tornou-se um paraíso de aventureiros internacionais como foi á questão do manganês em Macapá, retirado para formar uma montanha nos Estados Unidos da América e outros minérios, hoje, exportados para a China nas mesmas nefastas condições, formando reservas no exterior, como matéria estratégica dos importadores, sendo bom lembrar que parte desse minério; ouro e pedras preciosas extraído hoje do solo brasileiro, é contrabandeado, como é a questão do Nióbio, que com a conivência de maus brasileiros assaltantes da nação escondidos atrás de cargos públicos, e até de togas, são denunciados por autoridades militares do comando das forças armadas, e de uma pequena parte da corajosa imprensa, sendo que até agora nada foi feito para corrigir esses desmandos. É factivel chegar a hora de à bala expulsarmos esses delinquentes que  se instalam em nossa Pátria.  

Alguns políticos da região criaram um inimigo invisível residente em Brasília, que, ainda não revelaram seu nome, embora hajam inventado alguns que não convenceu. Maus políticos  tentam esconder o trabalho  dos militares que promoveram a organização e desenvolvimento do Amazonas alardeando que foram os políticos, e que estarão de plantão em Brasília para defender o Amazonas, dessa figura mitológica que eles criaram. Esses mesmos políticos ganham um alto salário mensal, mais as mordomias criadas por eles mesmos para combater a figura mitológica que só existe na cabeça depravada dos inimigos da Pátria. Alguns desses políticos que a imprensa amordaçada por dinheiro não mostra, já deveriam ter prestado contas a Justiça,  lugar aonde muitos não trabalham, e  cheios de arrogância e prolixidade demoram vinte anos para julgar um processo, permitindo, assim, a prescrição de processos. 

Visitando o interior  do Amazonas me deparo com o caboclo vivendo a margem dos grandes rios, sem acesso a Educação, saúde, e segurança, dominados por desventuras, entre tantas, prostituição, comércio de drogas, armas e banditismo. Em Urucum interior do Amazonas existe uma das maiores reservas de gás natural do mundo, cujo produto está sendo injetado de volta na terra por falta de mercado consumidor, enquanto isso é importado gás da Bolívia e em Manaus o gás não é usado nos carros porque não tem preço para competir com a gasolina mais cara e péssima do mundo, produzida pela Petrobrás, empresa que deveria ter sido privatizada há muito tempo, que está nas mãos de maus gestores cuja história recente todos conhecem.

Precisamos repensar um Brasil distante da corrupção, com um novo congresso, nova geração de políticos que tenham o pensamento voltado para o amor a Pátria,  em especial para Amazônia e naturalmente o Amazonas que quase sem estradas vive isolado do restante do Brasil, mesmo sendo a maior reserva de água doce, e de Nióbio do Planeta, e de outros minérios estratégicos, gás, petróleo, ouro, e pedras preciosas. No entanto o Amazonas possui uma população pobre, sem acesso a internet educação, saúde e segurança. Creio que chegou o momento de prestarmos atenção na Amazônia, pois está sujeita a se tornar uma área de grandes conflitos internacionais num futuro bem próximo, quando eu e você ainda estiver na Terra. Não precisa possuir grande conhecimento para saber que existe no mundo escassez de água e minérios estratégicos, inclusive com centenas de navios tanques se abastecendo de água na Foz do Rio Amazonas. Aí eu pergunto aonde iriam às potências estrangeiras adquirir mesmo a custo militar, essa água e minérios necessários a sua sobrevivência? Pense...

Precisamos de um país livre com uma Democracia que nos conceda Liberdade, Justiça e progresso, mas com responsabilidade, e para tanto, necessitamos de ordem e progresso, sob uma liderança séria e amante da Nação, só assim nos tornaremos uma poderosa nação com um exército capaz de desencorajar aventureiros. Não precisamos importar bandeiras alhures, pois já temos a nossa amada e com as nossas cores que não merece ser desrespeitada por quem quer que seja, quem o fizer, responderá criminalmente na Justiça, hoje ou amanhã... Só dependerá de nós brasileiros livres de ideologias doentias e cientes de responsabilidades para com a nossa Pátria amada.
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 20/04/2018
Alterado em 31/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr