Textos


Foto Antonio de Albuquerque


 
Louvado seja a água que cura,
Ferida da Terra e dos homens, a mágoa
Fonte incontestável da vida no Universo
Que em justa parceria com o Sol, Lua,
Astros e Estrelas, se fazendo ouro e prata
Enfeitando mares, campinas e florestas
Água, imaculada, fonte da vida e grandeza
Bendito seja a água, mãe e espírito da Terra
Geneticamente construiu o homem, a fauna
A flora, suas belezas e insondáveis mistérios
Salve a água, presente nos reinos da natureza
Saciando a sede do homem, animais e florestas
Água presente em todos os espaços do Universo
Bendito seja a água, rainha da humildade
Luz da natureza sobre a terra e os mares
Sem distinção, lava as feridas conduzindo
As impurezas ao filtro, no sal dos oceanos
Bendito a água, veículo que conduz o remédio
Aos homens, animais e repteis caídos
Bendito água, lavando um corpo
Em chagas sem perguntar, quem!
Esplendorosa água espargida nos mares
Voltando à terra sob a força da lua
Ressurgindo nas fontes, formando rios,
Riachos, igapós, igarapés e imensos lagos,
Nos mares, oferta vida e abrigo aos animais marinhos
Que o grande Arquiteto do Universo
Salve a água das incertezas do homem
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 14/06/2019
Alterado em 14/06/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr