Textos


Foto colhido no Google
 
Antonio de Albuquerque
 
Caminho

Caminho florido de alegria e felicidade
De tristezas, também de venturosas conquistas
Que em boa hora a Natureza concede, livres
Instrumentos de profícuo aprimoramento
Sem arrodear, buscando o caminho de claridade
Na rica e bela construção do um Ser imortal
Caminho florido, Largo, às vezes, tortuoso
Em tristonho desalinho com o Universo
Querendo desvendar o porto de acolhimento
Lugar seguro, onde existe em imensa profusão
Harmonia e paz em equilíbrio constante
Entre montanhas rochosas e planícies floridas
Nos planos verdejantes, encontrar a constância
Enquanto plantando embaraço, colhendo estorvo
No coração semeando ternura, colhendo amor
Sob a Lei universal e absoluta da Causalidade

Filtrando intensamente os pensamentos
Edificando depósitos de nobres sentimentos
Corrigindo o coração sentido e amargurado
Na dor, ao irmão estendendo a mão solidária
Trazendo no semblante um sorriso confiante
Cativando e cultivando o outro, coração carente
Amando humildemente sem perguntar a quem
Paciente consigo, ciente das curtas limitações
No Reino infinito da esplendorosa Criação
Tristezas e lamentos dissipados no tempo
Quanto mais amar, mais carinho para ofertar
No caminhar, alinhado com astros e estrelas
Encontrando a gênese do espirito e da matéria
Na sublime consubstanciação dos pensamentos
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 24/08/2019
Alterado em 26/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr