Textos


 
Antonio de Albuquerque
Amazônia brasileira

Cheguei à Amazônia e logo procurei conhecer e amar essa região, seus segredos, mistérios. E, aqui fiquei conhecendo seu povo, história, cultura, riquezas naturais, os rios, o caboclo ribeirinho, nações indígenas, entre tantas outras inumeráveis riquezas. Aqui tornei-me educador, compus livros, entre eles, escrevi ‘Cauré” um romance falando sobre a fauna a flora amazônica e lendas. Assim, sinto que conheço um tiquinho dessa gloriosa região. Então, quando ouço alguém tão distante falar mal do Amazonas e ameaçar, dói muito e reajo naturalmente como faz um amoroso amazônida.
As queimadas sempre existiram nessa região, especialmente no  verão abrasador. São fenômenos que acontecem ocasionados pelos raios na floresta, mas que pouco se propagam por acontecerem na mata densa em momentos de intensa chuva. Os grandes incêndios florestais, ocorrem pelo desmatamento desordenado de madeireiros carentes de escrupulos, e alguns que procuram fazer campos para criação de gado. O restante das queimadas se dá por desleixo de alguns antigos dirigentes carentes de responsabilidade ao longo de muitos anos de desmando.

Com exceção do Brasil, todos os outros países da região amazônica, foram vítimas dessa Europa de histórico duvidoso, hoje, usando um triste bode expiatória para tentar nos ensinar a cuidar da nossa casa. Essa Europa que destruiu sua floresta e promoveu diversas guerras de extermínio, agora se pronuncia sobre a possível tomada do Amazonas. E, nós sabemos que a preocupação dela não é o meio ambiente, nem a floresta em si, mas sim, o subsolo de minérios estratégicos, a maior riqueza do Planeta. O que acontece é que, aquele continente, hoje encontra-se a beira do caos social e econômico, por se envolver com ideologias criminosas e também por haver cessado a exploração das antigas Colônias exploradas e destruídas por eles, seus colonizadores. Não seremos nós, que iremos sustentar páreas da Europa. Essa ameaça, logo agora que o Brasil tem um presidente, será difícil para eles concretizarem, visto que, desembarcar tropas no Amazonas pode ser possível, mas sair vivo daqui, jamais, porque temos um poderoso Exercito de selva que conhece a região como a palma da mão. E, entre esses soldados de fronteira, estão os índios, caboclos, mateiros e naturalmente o glorioso Exército brasileiro.

Portanto, eu acredito que não se dará guerra nenhuma, a não ser comercial. O resto é falácia. Lembrando os traidores da nossa Pátria, maus brasileiros, que o nosso Brasil será sempre um só e a Amazônia brasileira será sempre parte integrante dessa poderosa nação amada.    S E L V A
 
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 28/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr