Textos


Foto cokhido no Google
 
Antonio de Albuquerque
15.09.19
Triunfante Verdade
 
A menina tinha um andar frugal e faceiro
Leve qual o pousar de um passarinho
No doce semblante, um sorriso encantador
Os olhos brilhavam qual o raiar das manhãs
Onde passava, espargia pingos de encanto e ternura
Ninguém conhecia sua gênese, imaginando pureza
Seu nome era oculto, mas denominavam, verdade
Na comunidade sua presença trazia paz e esperança
Lugar onde falavam da necessidade de progresso
A presença da menina era acontecimento natural
Mas, considerado vital para manter a paz social
Trazendo conforto, paz e esperança renovada
As pessoas ali viviam em completa harmonia
Onde todos se respeitavam e se amavam com fervor
Num ermo e singelo lugar, aonde o entendimento
A moral, alegria e a felicidade fizeram morada

Noutro lugar distante, existia poderosas nações
Cujo povo havia esquecido a noção do errado,
E do certo, envolvido com o mundo das ilusões,
Aflitos eram partícipes de profunda crise moral
Cenário propício para sua própria destruição
Inverteram sublimes valores éticos e morais
Esquecendo a preservação do sagrado Planeta
Olvidando o Senhor do Universo, promovendo
Desobediência às Leis naturais da Criação
Esquecendo o respeito entre parte dos habitantes
Ali instalaram uma bandeira cujo preceito central
Era a mentira, vandalismo moral e domínio absoluto

Porém num auspicioso dia, tingido de luz brilhante
Surgiu um pensamento regado pela força da liberdade
O hasteamento de uma bandeira de amor e progresso
Sendo plantado nova semente de Luz e entendimento
Semeado na comunidade onde a menina surgiu
Se apresentando como mensageira do Criador
Surgindo qual um sonho dourado de ternura
Que assim se manifestam os mistérios da natureza
Pela humildade, simplicidade em qualquer momento
Nos lugares mais singelos e ternos criados por Deus
E, essa verdade sempre triunfará trazendo o amor
Qual o lírio a vicejar num jardim de risos e flores
Tudo passa e a família sempre estará a salvo
Na fresca sombra dos vales sob à luz do Criador
Preservando a sagrada Criação das gerações.
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 15/09/2019
Alterado em 16/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr