Textos


Foto Minha
 
Antonio de Albuquerque

Lembranças afetuosas são
Pensamentos abrandando a dor
Escutando a voz desse pesar
No silêncio veio a solidão pousar
Com doce perfume no meu sentir
De luz clara de primavera florada

No silêncio da Alegre madrugada
Anunciando um belo alvorecer
Com auspicioso Sol clareando a manhã
E, na brisa suave do amanhecer
No sacrário das saudosas lembranças
Lembrei-me dos teus ternos afagos
Dum instante que passou no tempo


Hoje sou tal a água do rio perene
Correndo sem cessar em busca do mar
No vergel da vida não morro em solidão
Te desejo a paz da chuva molhando a roseira
Na janela da tua casa de cortinas rendadas
E, a luz da mais bela estrela que imaginaste
No céu das suas mais belas recordações

iNTERAÇÕES

Interação  da Poetisa  Joselita Alves Lins


 Eu enxergo nas tuas poesias
fontes divinas de sabedoria.
Quadro pintado com tinta de ternura
Pincelado com suavidade e alegria
Numa grandiosa tela de harmonia.

Grato querida poetisa, Joselita Alves


 
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 30/11/2019
Alterado em 03/12/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr