Textos


Foto Google


Aniversário

Aos vinte e seis de março
Em algum lugar abençoado
No floral da vida em solidão
No silêncio em um dia dourado
Enfeitado com a flor do mandacaru
Numa brilhosa tarde de verão, ao mundo
Veio um galante e misterioso menino
No venturoso Nordeste habitar
Da mãe recebeu a Luz da vida
Em um berço esplendido e feliz
Sendo assim, um dia glorioso e belo
Para a humilde família abençoada
Da mãe o carinho se multiplicou em doce amor
Do pai a guarnição por procuração do Criador
Admirados os irmãos contemplavam a boniteza
Do padrinho santo Antonio recebeu seu nome
Da madrinha a sempre virgem Maria a guarnição
Da infância a constante pureza que lhe fazia criança
Do sertão a certeza de honrar seu nome, mesmo em privação
Quando menino sertanejo, foi vaqueiro, tropeiro e professor
Possuía um cavalo, arreios, faca na cintura e gibão de couro
Tinha uma linda namoradinha que se chamava Rosa
Na cidade desamparado foi menino de rua e guia de cego
Pelo mundo afora, conheceu mares e continentes
Por tantos caminhos percorridos Deus o abençoou
Na escola, estudante filósofo e também professor
Na Filosofia é aluno, mestre, poeta e também escritor
A pobreza e a riqueza são fontes de aprendizado
Abençoado pelo Criador no caminho da evolução
Somente o Criador avaliará a semente plantada
Na família deu origem a uma nova geração
De homens, mulheres e honrados Doutores
Na vida o Universo é sua inspiração
Seu amor a natureza se expande contemplando
O tempo amainando suave, o vento sobre o orvalho
Os rios, florestas, lagos, e indígenas, frutos da criação
O constante nascer do Sol dourando a floresta e os rios
O Sereno da Lua em forma de luz prateando as Marés
Astros e estrelas formando no alto um tapete de luz
E nesta visão cósmica a proximidade com o Criador
Fé em Deus e a certeza da imortalidade do espírito

Eu 26/03






 
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 26/03/2020
Alterado em 26/03/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr