Textos


 Foto minha
 

SENHOR

Ainda sentindo imensa alegria do chegar
Espiei no espelho mirando a imagem da dor
Quanta tristeza despontou, apenas um sinal
Nesse regresso prefiro ser o primeiro
Mas, está na vontade do Pai Criador
No plano, tempo fugaz sem perceber
No vergel colhendo espinhos e flores
Em tempo de dor e também de alegria
Onde moram sofreres e felicidades
Gratidão pelas tristezas e venturas colhidas
Na busca incessante da Paz oferecida
Desvendando no saber, rico tesouro
E a certeza da razão do espírito imortal
Na vivência doutras experiências terrenas
Sendo assim, tão difícil imaginar!
Prefiro em mim o padecer plangente
Do que em filho amado, parte de mim
Eu pecador me entrego a Vós
Me conforte, nesse momento e sempre
Não me deixe sentir sozinho a perplexão
Ilumine o meu caminho na Sua direção
Para suportar, a colheita das minhas escolhas,
Oh! Senhor Deus Verdadeiro, Pai Celestial.
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 16/05/2020
Alterado em 16/05/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr