Textos


Foto Google

Doce Arrebol 
                                           

Nas dobras de um longínquo passado
Caminhando por doce arrebol, escutando
O alegre piar de passarinhos nas palheiras
Molhadas pelo orvalho da manhã de paz
E a expansão de luz brilhante do sol nascente
Banhada de alegria renovada, num arco-íris
Da vida, do bem querer do teu amor, ofertado
Eu sozinho detido em suaves recordações
Querendo abluir o meu plangente coração
Na luz clareando da minha consciência
Mergulhado numa vibrátil viagem interior
Há tanto tempo! Preso na saudade dos teus afagos
Procurando ver tua imagem em meu caminho
Trazendo de volta momentos de paz e luz vivenciados
Que foram nossos, que agora chegam tal a chuva
Que o vento vem tangendo pelo ar, no vergel florido
Conduzindo de volta, tudo que foi nosso, um dia
Ainda guardo teu cheiro, que nunca saiu de mim
E a certeza de encontrar momentos de enlevo
Junto a ti, num jardim de risos e flores
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 26/05/2020
Alterado em 29/05/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr