Textos



Estação

Respirando saudade dos sonhos que sonhei
Nas dobras do passado de amores e encantos
Conduzido por um clarão de luz, amor e ternura
De breve e feliz momento esmaecido no tempo
Num belo jardim desfilando sonhos procurei você

Talvez chegando do céu das minhas lembranças,
Quando o sereno de luz molhava o meu semblante
Quem sabe! Clareando meu sentir tristonho
Querendo trazer de volta minha felicidade,
Meu coração pulsava forte despedindo a tristeza

Seguindo no floral da manhã de brilho e meiguice
Sugado pela saudade, sentindo intensa emoção
Amparado por um clarão de infinita luz além ...
Procurei guardar num recôndito lugar da memória
Um fugaz, mas, feliz instante esquecido no tempo

Busquei, em estâncias de amores e crepúsculos pródigos
Querendo desvelar minha busca onde as princesas são flores
Em outonos e primaveras, encontrar um coração solidário,
Por distantes estações de amores, enxerguei você, sorrindo
Admirado, pus-me a caminhar guiado pela estrela Guia

Cheguei atrasado e o trem havia seguido sua direção
Com tanto amor, não fui capaz de parar o tempo, fiquei na estação aguardando outra era, noutro momento,
Seu nome é saudade.
Antonio de Albuquerque
Enviado por Antonio de Albuquerque em 05/07/2020
Alterado em 07/07/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr